domingo, 23 de outubro de 2011

UEPA - PRISE 3ª ETAPA (ANÁLISE DO PROCESSO E DA ÚLTIMA PROVA)

PROVA 2011
REDAÇÃO
Prezado candidato.
Para elaborar sua Redação, leia atentamente os textos deste boletim de questões. Estes textos nos falam de questões relacionadas à responsabilidade social, à sustentabilidade e também à ética. Com base nessas leituras, somadas a outras que você já tem, escolha uma das PROPOSTAS que seguem e elabore sua Redação.
Proposta 1: DISSERTAÇÃO
Vivemos um tempo de grandes descobertas científicas e criações tecnológicas de complexidade admirável. Um tempo em que a preocupação com a natureza nunca esteve tão visível. No entanto, a civilização humana evoluiu de forma descompassada e paradoxal: de um lado, o homem atual, obeso de tecnologia e informação, mas de outro desnutrido de comida, diversão e arte, alimentos básicos a sua sobrevivência. Essa mesma sociedade que evolui tecnológica e cientificamente, o bastante para ser racional, não é capaz de resolver uma questão crucial: a sustentabilidade da vida, em especial de nossas crianças, de nossas Severinas e Severinos de todo o Brasil, que morrem de tantas mortes, um pouco e sempre por
dia, causadas pela violência, cuja expressão maior é a exclusão socioeconômica. Sem paralelo na história, é difícil imaginar sinais mais evidentes dessas mortes no mundo
globalizado. Triste época a nossa! Somos uma sociedade que vê diariamente o colapso de sua modernização e ainda assim mantém os olhos vidrados no lucro. Atento a essas reflexões e considerando os textos desta prova, escreva uma DISSERTAÇÃO sobre o tema: Uma sociedade que não cuida de suas crianças é suicida!
Proposta 2: CARTA ARGUMENTATIVA
Você acabou de se ver olhos nos olhos com uma criança dessas que vivem na rua. Você se sentiu responsável por aquela situação? Você sentiu que não tem nada a ver com aquilo? Escreva uma CARTA a um amigo ou amiga comentando como você se sentiu como cidadão que tem responsabilidade social. Assine sua carta com pseudônimo.
Leia os Textos I, II, III, IV e V para responder às questões de 1 a 4.
Texto I

Bebida é água!
Comida é pasto!
Você tem sede de quê?
Você tem fome de quê?...
A gente não quer só comida
A gente quer comida
Diversão e arte
A gente não quer só comida
A gente quer saída
Para qualquer parte...
A gente não quer só comida
A gente quer bebida
Diversão, balé
A gente não quer só comida
A gente quer a vida
Como a vida quer...
Bebida é água!
Comida é pasto!
Você tem sede de quê?
Você tem fome de quê?...
A gente não quer só comer
A gente quer comer
E quer fazer amor
A gente não quer só comer
A gente quer prazer
Pra aliviar a dor...
A gente não quer
Só dinheiro
A gente quer dinheiro
E felicidade
A gente não quer
Só dinheiro
A gente quer inteiro
E não pela metade...
Bebida é água!
Comida é pasto!
Você tem sede de quê?
Você tem fome de quê?...

A gente não quer só comida
A gente quer comida
Diversão e arte
A gente não quer só comida
A gente quer saída
Para qualquer parte...
A gente não quer só comida
A gente quer bebida
Diversão, balé
A gente não quer só comida
A gente quer a vida
Como a vida quer...
A gente não quer só comer
A gente quer comer
E quer fazer amor
A gente não quer só comer
A gente quer prazer
Pra aliviar a dor...
A gente não quer
Só dinheiro
A gente quer dinheiro
E felicidade
A gente não quer
Só dinheiro
A gente quer inteiro
E não pela metade...
Diversão e arte
Para qualquer parte
Diversão, balé
Como a vida quer
Desejo, necessidade, vontade
Necessidade, desejo, eh!
Necessidade, vontade, eh!
Necessidade...
(Arnaldo Antunes/Marcelo
Fromer/Sérgio Britto)
Texto II

O Estado não é um árbitro neutro, nem um
juiz do bem-estar dos cidadãos. Nem é um
instrumento, uma ferramenta nas mãos das classes
dominantes, para realizar seus interesses. O Estado
é uma relação social. Neste sentido, o Estado é um
campo de batalha, onde as diferentes frações da
burguesia e certos interesses do grupo no poder se
defrontam e se conciliam com certos interesses das
classes dominadas (FALEIROS, 2000, p. 52).
A PROVA DA UEPA MANTÉM O ESTILO DE ANOS ANTERIORES, OS TEXTOS DA COLETÂNEA SÃO DISPOSTOS DENTRO DA PROVA OBJETIVA. DESSA FORMA, O CANDIDATO DEVE LER PRIMEIRO A PROVA OBJETIVA PARA DEPOIS FAZER A REDAÇÃO. VEJAMOS O QUE DIZ O EDITAL:

A 3ª Etapa (2011): constará de uma prova de Redação, valendo 30 (trinta) pontos e de 54 (cinqüenta e quatro) questões objetivas de conhecimentos gerais, valendo 1 (um) ponto cada, a partir de conteúdos das disciplinas: Língua Portuguesa, Literatura Brasileira e Portuguesa, História, Geografia, Matemática, Física, Química, Biologia e Língua Estrangeira (Inglês, Francês ou Espanhol). A pontuação total desta etapa é de 84 pontos.

10.2. DA PROVA DE REDAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA
a) A prova de Redação, de caráter eliminatório, deverá ser manuscrita, com letra legível, obrigatoriamente com caneta esferográfica de tinta azul ou preta. Não poderá ser assinada, rubricada ou conter qualquer palavra ou marca/sinal que a identifique, em outro local que não seja o espaço destinado para tal, sob pena de ser anulada. Caso o candidato produza sua Redação utilizando letra de forma, deverá distinguir claramente as letras maiúsculas das
minúsculas.

b) Não será permitida, em hipótese alguma, a interferência e/ou
participação de terceiros na realização da prova de Redação, salvo no caso de
candidato portador de necessidades especiais, se isto impossibilitar a escrita da
Redação pelo próprio candidato. Neste caso, o candidato será acompanhado por
um fiscal designado pela DAA devidamente treinado, para o qual deverá ditar o
texto, especificando oralmente a grafia das palavras e os sinais gráficos de
pontuação.

10.4. DOS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO DA PROVA DE REDAÇÃO
a) Na correção da Redação, serão considerados os seguintes itens:
adequação ao tema; adequação a coletânea; adequação ao tipo de texto;
utilização adequada da norma padrão; coesão e coerência, valendo 5 (cinco)
pontos cada critério, totalizando 30 (trinta) pontos.
b) Será atribuída nota zero à prova de Redação, ao candidato que:
• Identificar a folha destinada à sua produção textual e
respostas;
• Desenvolver o texto em forma de versos;
• Desenvolver o texto em forma não articulada verbalmente
(apenas com números, desenhos, palavras soltas);
• Fugir da temática indicada ou sugerida na prova;
• Escrever de forma ilegível ou a lápis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário